quinta-feira, 11 de maio de 2017

Encontros com Encarregados de Educação [Semana da Leitura]

A Encarregada de Educação, D. Rosa Sampaio, falou de histórias dentro de livros aos alunos do 9º C. "O Principezinho" de Antoine de Saint-Exupéry foi um dos livros desvelados:

"O essencial é invisível para os olhos."





A BE agradece o envolvimento da Associação de Pais e Encarregados de Educação nesta iniciativa.

terça-feira, 9 de maio de 2017

"filhos de humanizado sal" de José Gonçalves [Semana da Leitura]


Encontro com José Gonçalves, autor de "filhos de humanizado sal". 


"A Poesia é uma arma carregada de Futuro" Gabriel Celaya [Semana da Leitura]


As alunas, do 12º ano, Bárbara Abrunhosa, Beatriz Sousa, Carina Lopes e Sandra Pinheiro recitaram poemas de Alexandre O'Neill, António Gedeão, Eugénio de Andrade, Mário Cesariny, Manuel Alegre e Sophia de Mello Breyner Andresen acompanhadas de João César Monteiro (Sophia de Mello breyner Andresen, 1969).
Que bonito! 






















Recital de Poesia & Filme poético


Física, Quimica e Poesia. [Semana da Leitura]


Atividade Física, Quimica  e Poesia com a Prof. Eugénia Timóteo no auditório da BE.




domingo, 23 de abril de 2017

Uma Biblioteca é uma estação de comboios...e um Livro?


No dia Mundial do Livro e dos direitos de autor, relembramos o que Ricardo Abreu*, aluno que  em 2008 frequentava o 9.º H, escreveu:

"O que são as bibliotecas? São lugares onde nos podemos instruir, alargar a cultura literária e apreciar um bom livro?
Para a maioria das pessoas a resposta seria 'sim', mas para mim, não.
'E porquê?' - perguntam vocês. 
Bem porque eu sou um livro e, como tal, tenho uma opinião bem diferente.
Antes de mais, permitam-me que me apresente, o meu nome é CLS. Na verdade estas são as minhas iniciais, desvendá-las-ei mais tarde.
Acham que nós, os livros, somos asssim tão diferentes dos jovens de hoje? Na minha perspectiva, não. Aqui na bilioteca estamos agrupados, tal como os jovens. Há o grupo dos sabichões, os dicionários e  enciclopédias; o grupo dos sentimentalistas e eloquentes, os poemas; os sonhadores, os contos, as novelas e os romances, e as mais populares, as mais requisitadas, as revistas, ou como diria um amigo meu, o Dicionário de Inglês-Português e Português-Inglês, as 'tabloids'. 
Eu estou integrado no grupo dos sonhadores, e também gosto de pensar que, apesar da nossa mini-sociedade (biblioteca) nos rotular e agrupar, nós, os livros, podemos trocar palavras e histórias uns com os outros. Isto é precisamente o que os grupos de jovens humanos não fazem. Por isso, para além dos livros darem uma lição de moral no fim, também podem ensinar muita gente a comunicar. Portanto, para mim, a biblioteca é uma estação de comboios, onde cada leitor é um passageiro e nós, os livros, somos os funcionários, cuja função é assegurar que as carruagens, a mente, de cada passageiro, não fiquem vazias. E, sendo a biblioteca uma estação de comboios, é também um ponto de encontro para todos aqueles que queiram aprender.
Depois de vos dizer o que penso, já devem ter descodificado o meu nome, mas, pelo sim, pelo não, di-lo-ei: o meu nome é Crónicas de um Livro Sonhador."



_____________
* Neste momento, o Ricardo frequenta o 1º ano do Doutoramento em Biologia Experimental e Biomedicina (Universidades Coimbra-Maastricht). A BE felicita-o pelo seu percurso! 

quarta-feira, 12 de abril de 2017

sexta-feira, 24 de março de 2017

Poema de Ana Cardoso. 10º CT1


ANOS

O teu sorriso outrora diamantes
Tesouro de toda uma era
Se pudesse ser como d’antes
Alegres dias de primavera

Os teus escuros cabelos
Negros como puros carvão
Outrora voavam tão belos
Quentes dias de verão

As tuas lágrimas pedras reluzentes
Passavam-me todo o teu transtorno
De alguma forma eram tão quentes
Nesses tristes dias de outono

Os meus olhos vagueiam ciganos
Procuram esses momentos tão ternos
Horas transformam-se em anos
Nestes frios dias de inverno


Ana Mariano Cardoso, 10º CT1

Arquivo do blogue